A DISTRIBUIÇÃO

Como pode uma instituição receber alimentos?

Para receber alimentos, uma instituição tem antes de mais, de se candidatar.
É objecto de uma visita de avaliação e se se justificar, é celebrado um acordo de abastecimento gratuito com o Banco Alimentar da sua região. As instituições beneficiárias, sabem que o Banco Alimentar não dispõe de todos os produtos de que necessitam. São sublinhados com clareza, os limites do serviço prestado pelos Bancos Alimentares que apenas podem partilhar, aquilo que possuem. As instituições prestam apoio a um público muito heterogéneo e fornecem-lhe diferentes serviços:

  • umas confeccionam refeições, pelo que o apoio dos Bancos Alimentares constituí um recurso importante que completarão em função das populações que atendem: idosos, crianças, bebés, imigrantes...
  • outras fornecem cabazes de alimentos.

A instituição não é uma “simples correia de transmissão” do Banco Alimentar, distribuindo os alimentos  de uma forma meramente assistencial. Deve ajudar, com calor humano e afecto, cada pessoa necessitada, procurando promover a sua autonomia.

As instituições devem procurar inovar socialmente no domínio da inserção e procurar restaurar a dignidade das pessoas carenciadas. Algumas criam outras formas de acção que envolvem e responsabilizam os beneficiários na ajuda que lhes é necessária (em troca de pequenos trabalhos, de colaboração, etc.).

O princípio da gratuidade é reafirmado no que se refere às entregas de produtos às instituições. Na relação instituição/pessoas apoiadas, a contribuição dos beneficiários pode traduzir-se num pagamento em dinheiro que deve ser mínimo.  

A procurar...
BA AbrantesBA AlgarveBA AveiroBA BejaBA BragaBA Castelo BrancoBA CoimbraBA Cova da BeiraBA ÉvoraBA Leiria-FátimaBA LisboaBA MadeiraBA OesteBA PortalegreBA PortoBA SantarémBA São MiguelBA SetúbalBA TerceiraBA Viana do CasteloBA Viseu

Bancos Alimentares realizam Campanha de Recolha de alimentos em todo o país nos próximos dias 27 e 28 de Maio.

“Fazer deste dia, um dia especial está em cada um de nós"é este o mote da nova campanha de recolha de alimentos dos Bancos Alimentares que se realiza nos dias 27 e 28 de Maio em supermercados  e vai envolver mais de 40 mil voluntários.

Caso não vá ao supermercado, até 4 de Junho, pode contribuir online em www.alimentestaideia.pt

Há quem precise da sua ajuda para ter alimento à mesa. É preciso mais para que falte ainda menos

Saiba mais »

Na campanha de recolha deste fim de semana Bancos Alimentares Contra a Fome angariam 2.129 toneladas de alimentos

Os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram no passado fim de semana um total de 2.129 toneladas de géneros alimentares na campanha realizada em mais de 2.000 superfícies comerciais de todo o País.

42 mil voluntários responderam à chamada, dando prova de generosidade e comprometimento, desta vez de forma ainda mais evidente dadas as condições meteorológicas adversas, nesta iniciativa de voluntariado bem conhecida e acarinhada pelos Portugueses e que se realizou pela 50ª vez e não tem, ao nível da dimensão, qualquer paralelo no nosso País. 

Saiba mais »
mais notícias »