A DISTRIBUIÇÃO

Como actuam os Bancos Alimentares?

Os Bancos Alimentares são instituições ao serviço de outras instituições que lutam contra a fome.

Esta afirmação define com toda a clareza o objectivo final da nossa missão e a forma de proceder.

O objectivo? A ajuda às instituições que lutam contra a fome.
A forma? O serviço prestado a essa rede de instituições.

Os Bancos Alimentares recolhem e distribuem localmente várias milhares de toneladas de produtos e apoiam ao longo de todo o ano a acção de muitas instituições em Portugal. Por sua vez, estas distribuem refeições confeccionadas e cabazes de alimentos a pessoas comprovadamente carenciadas
Os Bancos Alimentares não distribuem directamente às pessoas carenciadas mas passam obrigatoriamente pelo canal de instituições locais, grupos ou comunidades que conhecem e apoiam as pessoas em situação de pobreza.

Os Bancos Alimentares não se substituem a essa rede mesmo que esta lhes pareça pouco eficaz. Mas podem ajudar a reforçar a malha da solidariedade de proximidade suscitando e apoiando a criação de associações a nível local destinadas a proporcionar o apoio e o acompanhamento necessários às pessoas que vivem isoladas e numa situação de precariedade.
Essas entidades, associações de facto ou declaradas, são autónomas e não podem usar o nome Banco Alimentar. Todas as instituições assinam um acordo jurídico no âmbito do qual existem direitos e deveres a respeitar.

A acção das instituições não se deve limitar à simples distribuição dos produtos alimentares entregues pelo Banco Alimentar mas sim ser um ponto de apoio humano que toma em conta a situação das pessoas com o conjunto das seus problemas, das suas necessidades, entre as quais a ajuda alimentar. 

A procurar...
BA AbrantesBA AlgarveBA AveiroBA BejaBA BragaBA Castelo BrancoBA CoimbraBA Cova da BeiraBA ÉvoraBA Leiria-FátimaBA LisboaBA MadeiraBA OesteBA PortalegreBA PortoBA SantarémBA São MiguelBA SetúbalBA TerceiraBA Viana do CasteloBA Viseu

Na campanha de recolha de 27 e 28 de Maio de 2017 os Bancos Alimentares Contra a Fome angariam 1.848 toneladas de alimentos

Os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram no passado fim de semana um total de 1.848 toneladas de géneros alimentares na campanha realizada em mais de 2.000 superfícies comerciais de todo o País, a que acrescerão as doações online e através de vales disponíveis nas lojas, ainda não contabilizadas nessa quantidade.

Com a participação de mais de 40 mil voluntários, os resultados desta recolha, subordinada ao mote “Fazer deste dia, um dia especial está em cada um de nós”, representam um valor próximo do obtido na campanha homóloga do ano passado, confirmando quer a solidariedade sempre presente dos portugueses quer a sua confiança renovada vez após vez na ideia subjacente à atividade os Bancos Alimentares contra a Fome.

Saiba mais »

A inclusão social nos Bancos Alimentares

A inclusão social nos Bancos Alimentares

Veja o filme https://www.youtube.com/watch?v=Mg1vLhi-WDo

Porque nem só de pão vive o Homem, parafraseando Bernard Dandrel, fundador dos Bancos Alimentares na Europa, é finalidade da acção dos Bancos Alimentares, acompanhando a entrega de alimentos, a ligação solidária e afectiva, essencial para que se volte a “pôr de pé” o nosso irmão na humanidade, ferido pela vida e atirado para a margem da sociedade, a quem falta mais o amor que o pão.

Saiba mais »
mais notícias »